09 outubro 2012

Volti + O Conto dos três irmãos.

Tumblr_maxbcm13qy1rtsbeko1_500_large
OH, SEXY SNAPE! Õ/ KKKKK
Lumus, minhas horcruxes (isso é muito carinhoso, sério!) ? Awn, que saudade de vocês! Gente, desculpa mesmo por ter ficado sem postar :( Estou realmente arrependida de ter deixado isso acontecer! :(  Tipo, o último dia que postei foi 26/9, faz então 13 dias que não posto! :( Sorry, espero que ainda gostem do blog :( TÁ PAREI! KKKK. Nem sabem, potterheads!, sou professora de HDM no facebook, em grupo *o* não potterheads fiquem quietos! u-u. E consequentemente, li vários contos do mundo bruxo, e hoje trouxe um dos meus preferidos: O Conto dos três irmãos. QUEM JÁ LEU isso, leia de novo e comente, QUEM NÃO LEU, leia e comente, AUHUSHUSAHU. Tá, joguei muita conversa fora, vamos lá! ;)


Era uma vez três irmãos que caminhavam por uma estrada solitária e sinuosa ao crepúsculo, a certa altura, os irmãos chegaram a um rio demasiado fundo para passar a pé e demasiado perigoso para atravessar a nado. Contudo, esses irmãos eram exímios em artes magicas, por isso limitaram-se a agitar as varinhas e fizeram aparecer uma ponte sobre as aguas traiçoeiras. Iam a meio desta quando encontraram o caminho bloqueado por uma figura encapuzada. E a Morte falou-lhes. Estava zangada por ter sido defraudada em três novas vítimas, pois normalmente os viajantes afogavam-se no rio. Mas a Morte era astuta.
Fingiu felicitar os três irmãos pela sua magia e disse que cada um deles havia ganho um prémio por ter sido suficientemente esperto para a evitar. E assim, o irmão mais velho, que era um homem combativo, pediu uma varinha mais poderosa que todas as que existissem: uma varinha que vencera a Morte! Portanto a Morte foi até um velho sabugueiro na margem do rio, moldou uma varinha de um ramo tombado e deu-a ao irmão mais velho. Depois, o segundo irmão, que era um homem arrogante, decidiu que queria humilhar ainda mais a Morte e pediu o poder de trazer outros de volta da Morte. Então a Morte pegou numa pedra da margem do rio e deu-a ao segundo irmão, dizendo-lhe que a pedra teria o poder de fazer regressar os mortos. E depois a Morte perguntou ao terceiro irmão, o mais jovem, do que gostaria ele. O irmão mais novo era o mais humilde e também o mais sensato dos irmãos, e não confiava na Morte. Por isso, pediu qualquer coisa que lhe permitisse sair daquele local sem ser seguido pela Morte. E esta, muito contrariada, entregou-lhe o seu próprio Manto de Invisibilidade. Depois a Morte afastou-se e permitiu que os três irmãos prosseguissem o seu caminho, e eles assim fizeram, falando com espanto a aventura que tinham vivido, e admirando os presentes da Morte.
A seu tempo, os irmãos separaram-se, seguindo cada um o seu destino.O primeiro irmão continuou a viajar durante uma semana ou mais e, ao chegar a uma vila distante, foi procurar um outro feiticeiro com quem tinha desavenças. Naturalmente, com a Varinha do Sabugueiro como arma, não podia deixar de vencer o duelo que se seguiu. Abandonando o inimigo morto estendido no chão, o irmão mais velho dirigiu-se a uma estalagem onde se gabou, alto e bom som, da poderosa varinha que arrancara à própria Morte, e que o tornava invencível.Nessa mesma noite, outro feiticeiro aproximou-se silenciosamente do irmão mais velho, que se achava estendido na sua cama, encharcando em vinho. O ladrão roubou a varinha e, à cautela, cortou o pescoço ao irmão mais velho.Assim a Morte levou consigo o irmão mais velho. Entretanto, o segundo irmão viajara para sua casa, onde vivia sozinho. Aí, pegou na pedra que tinha o poder de fazer regressar os mortos, e fê-la girar três vezes na mão. Para seu espanto e satisfação, a figura da rapariga que em tempos esperava desposar, antes da sua morte prematura, apareceu imediatamente diante dele.No entanto, ela estava triste e fria, separada dele como que por um véu. Embora tivesse voltado ao mundo mortal, não pertencia verdadeiramente ali, e sofria. Por fim o segundo irmão louco de saudades não mitigadas, suicidou-se para se juntar verdadeiramente com ela. E assim a Morte levou consigo o segundo irmão. Mas embora procurasse durante muitos anos o terceiro irmão, a Morte nunca conseguiu encontra-lo. Só ao atingir uma idade provecta é que o irmão mais novo tirou finalmente o manto de invisibilidade e deu ao seu filho. E então acolheu a Morte como uma velha amiga, e foi com ela satisfeito e, como iguais, abandonaram esta vida.

~BOM CHI BOM CHI BOM BOM BOM ~

Bom, pomorins, era isso. Não gosta de Harry Potter? Acha que é viadagem? Sai dessa postagem! Aqui tem várias postagens! Se tu não quer nem saber de uma potterhead, SAI DO BLOG, PELO AMOR DE DEUS, porque existe um "x" ali exatamente pra isso: fechar a aba. ;)

Beijos, i love you, te quiero, te amo, te espero, please, por favor, merci bocupeaux (bocú), me ame como eu amo tu! <3 kkkkkkkkk, -n.

5 comentários:

Laura disse...

Agora não somos mais Bolo de Morango, somos Princesa de Jeans, obrigada pela atenção, por favor altere os afiliados (a não ser que não queira mais ser meu blog irmão), pode recusar esse comentário c:

Mayara Bomfim disse...

Oi Oi, muito lindo seu blog, amei de verdade !
Beijo.
http://www.antees-dos-18 (.blogspot.com)

towards paris disse...

Oie amr amei seu blog , muito lindo e com posts super legais , fiz um blog novo e não tem muitos seguidores se voce puder da uma passadinha la e seguir agradeço !
Bjoos
http://towardsparisoficial.blogspot.com.br/

Babi Santtos disse...

Ameei o conto , muito legal , ameei o seu blog também primeira visita aqui mais é muito fofo , não pude deixar de seguir , beijinhoos !

cantinhodamooda.blogspot.com.br

Yasmin Cristina disse...

Olá,meu blog foi hackeado uns dias atrás,e resolvi criar outro como a prova da minha força e vontade de continuar,ficaria muito agradecida se você me ajudasse a divulgar ele,desde já obrigada,beijos Yasmin!
http://myteddybear-oficial.blogspot.com.br/